Como as princesas do Senhor devem se vestir?

Atualizado: 13 de set. de 2021






Nós mulheres cristãs devemos nos vestir com decência, modéstia e discrição como ensina a Palavra de Deus. Precisamos entender que nossa aparência exterior deve estar de acordo com o nosso coração: limpo, puro e belo.



Roupas justas, extravagantes, decotadas, curtas, mini saias, shorts curtos , devem ser evitadas, pois não devemos mostrar nosso corpo de forma inadequada. É preciso ter cuidado com as transparências e as fendas. As transparências podem ser usadas desde coloque uma peça adequada embaixo.



É preciso haver equilíbrio entre o que eu quero usar com o que é apropriado eu usar. Em Coríntios 10:23 vemos : "Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas me convém; mas nem todas as coisas me edificam."



Independente da faixa etária toda a mulher cristã pode se vestir bem, realçar sua beleza, se levar em consideração a Bíblia. Raquel, Ester e Abigail são exemplos de mulheres belas e que eram tementes a Deus.



Não significa que por sermos cristãs, não devemos usar roupas elegantes, discretas, levando em conta nosso tipo físico, nossa cromoestética e estilo.



Conforme muito bem observado por Susan Dutra, devemos nos espelhar na Mulher Virtuosa do Provérbio 31, do versículo 10 ao 31, que descreve a mulher dentro das normas de Deus. “Ela é exemplar, boa mãe, boa esposa, boa dona de casa, trabalhadora, ajudadora, , confiável, sábia, digna, amorosa, inteligente, vaidosa, generosa, habilidosa, zelosa, cuidadosa, digna, honrada, temente a Deus.”



Assim, transcrevendo-se os dispositivos bíblicos, tem-se que ela é:



– Exemplar (verso 10) ” Uma esposa (mulher) exemplar: feliz o homem que a encontrar ! É muito mais valiosa que os rubis.”



- Honesta e confiável (verso 11) ” Seu marido tem plena confiança nela e nunca lhe falta coisa alguma.”



- Zelosa (verso 12) ” Ela só lhe faz bem, e nunca o mal, todos os dias da sua vida.”



- Trabalhadora e ajudadora (versos 13, 14, 15, 17 e 24) ” Escolhe a lã e o linho e com prazer trabalha com as mãos. Com os navios mercantes, ela traz de longe as suas provisões. Antes de clarear o dia ela se levanta, prepara comida para todos os de casa.”


” Entrega-se com vontade ao seu trabalho: seus braços são fortes e vigorosos. ” Ela faz vestes de linho e as vende, e fornece cintos aos comerciantes.”



- Empreendedora (verso 16 e 24) ” Ela avalia o campo e o compra: com o que ganha planta uma vinha.” ” Ela faz vestes de linho e as vende, e fornece cintos aos comerciantes.”



- Boa Administradora (verso 18 e 15b) ” Administra bem o seu comércio lucrativo, e sua lâmpada fica acesa durante a noite.” ” Dá tarefas as suas servas.”



- Habilidosa (verso 19) ” Nas mãos segura o fuso e com os dedos pega a roca.”



- Generosa e bondosa (verso 20) ” Acolhe os necessitados e estende as mãos aos pobres.”



- Precavida (verso 21) ” Não teme por seus familiares quando chega a noite, pois todos eles vestem agasalhos"



- Cuidadosa (verso 22a) ” Faz cobertas para sua cama:”



- Vaidosa, se cuida (verso 22b) ” Se veste de linho fino e de púrpura.”



- Digna e forte (verso 25a) ” Reveste-se de força e dignidade:”



- Confiante (verso 25b) ” Sorri diante do futuro.”



- Sábia, inteligente e amorosa (verso 26) ” Fala com sabedoria e ensina amor.”



- Não dá lugar a preguiça (versos 15 e 27) ” Antes de clarear o dia ela se levanta, prepara comida para todos os de casa, e dá tarefas as suas servas.”


” Cuida dos negócios de sua casa e não dá lugar a preguiça.”



- Boa mãe, boa esposa, boa dona de casa e por isso recebe honra (versos 12, 23, 28 e 29) ” Seus filhos se levantam e a elogiam: seu marido também a elogia dizendo: “Muitas mulheres são exemplares, mas você a todas supera.” “Seu marido é respeitado na porta da cidade, onde toma assento entre as autoridades da sua terra.” ” Ela só lhe faz bem, e nunca o mal, todos os dias da sua vida.”



- Teme ao Senhor (verso 30) ” A beleza é enganosa, e a formosura é passageira: mas a mulher que teme ao Senhor será elogiada.”



- Recebe honra das pessoas (verso 31) ” Que ela receba a recompensa merecida, e as suas obras sejam elogiadas à porta da cidade”.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo